Quais os melhores tipos de vinhos para o verão?

96

Beber um bom vinho é sempre um prazer. No verão ainda, nem se fala. Esse prazer evidente tem muitos significados: vinho relaxa, permite estar de bem com a vida, estimula a alegria de curtir o momento – a sós ou em companhia – e, claro, pelo sabor, que é mesmo único, seja qual for a variedade.

Pode reparar! No verão, as feições são mais alegres, descontraídas e uma taça de vinho rosé, por exemplo, pode fechar a cena com perfeição. Que tal uma reunião de amigos ao pôr-do-sol. A sutileza do sabor, do aroma e de toda a magia relacionada ao vinho – de estreitar as relações, por exemplo –, torna a bebida um elemento mais do que saudável, digamos até terapêutico.

Sem delongas, vamos ver quais vinhos combinam com o verão! Sem dúvida, os rótulos leves e refrescantes. Por exemplo, os produzidos de uvas brancas, como Chardonnay, Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Torrontés e Riesling. São opções saborosas, frescas e frutadas, combinando assim com receitas leves, tanto de almoço como de brunch. Se a preferência for por um vinho tinto, aposte em rótulos que têm taninos suaves e maior acidez, como Pinot Noir, Gamay, Carménère, Tempranillo e Merlot.

Conheçamos agora um pouco de cada um!

Vinhos brancos leves:

As opções leves, para os dias mais quentes, agregam no frescor e têm acidez agradável. Você pode levar exemplares para curtir uma piscina com amigos, por exemplo. Para petiscar, frutos do mar, peixes ou uma leve salada.

Leia também  As regras básicas para harmonizar vinhos

Vinhos brancos encorpados:

Acompanham pratos mais suculentos, como risotos. Combinam também com tábua de queijos e saladas acompanhadas de molhos.

Vinhos rosés:

Queridinhos do verão, eles são aromáticos, delicados, de corpo médio, alguns mais secos, outros mais frutados, mas sempre são muito refrescantes e deliciosos. A opção perfeita para jantar com os amigos.

Espumantes:

Verão é a estação da alegria, por isso não há nada melhor do que um espumante borbulhante para celebrar os dias ensolarados e as noites quentes.

Vinhos doces:

Para apreciadores de vinho doce, prefira os Moscatel e os Torrontes, porque são os mais aromáticos e naturais. Ou seja, os açúcares da bebida são da própria fruta.

Vinhos tintos:

Se for o caso – e pode ser o caso, sim! – prefira os vinhos mais leves, os feitos de Gamay e Pinot Noir, por exemplo.

Um brinde ao verão! E até a próxima!

Fechar
Your custom text © Copyright 2022. All rights reserved.
Fechar